Folha de S. Paulo


Trump, tensão norte-coreana, crise na Venezuela e atentados marcam 2017

O ano de 2017 termina com uma reviravolta na política americana provocada pela imprevisibilidade do presidente Donald Trump. Além das mudanças internas, o republicano, que assumiu em janeiro, foi um dos responsáveis pelo aumento da tensão com a Coreia do Norte, que reforçou seus testes nucleares e lançamentos de mísseis.

Na América Latina, aprofundaram-se as crises humanitária, econômica e política na Venezuela, com um regime de Nicolás Maduro mais autoritário e protestos com maior violência. E o terrorismo continuou a fazer vítimas em todo o mundo.

Relembre em gráficos e imagens os fatos e personagens-chave.

*

ATAQUES TERRORISTAS

Manu Fernandez - 19.ago.2017/Associated Press
Homem deita e chora ao lado de memorial às vítimas do atentado de 17 de agosto em Barcelona
Homem deita e chora ao lado de memorial às vítimas do atentado de 17 de agosto em Barcelona

BARCELONA
13 MORTOS

Mohamed Abdiwahab - 14.out.2017/Associated Press
Homem reage à destruição provocada pelo atentado no centro de Mogadício, capital da Somália, em outubro
Homem reage à destruição provocada pelo atentado no centro de Mogadício, na Somália, em outubro

MOGADÍCIO (SOMÁLIA)
512 MORTOS

Editoria de arte

-

MASSACRES A TIROS

Aumentaram neste ano os ataques indiscriminados em lugares públicos nos EUA que resultaram em quatro ou mais mortes

John Locher - 2.out.2017/Associated Press
Mulher em choque senta ao lado do local que foi atingido pelo ataque a tiros de Las Vegas, em outubro
Mulher em choque senta ao lado do local que foi atingido pelo ataque a tiros de Las Vegas, em outubro
Editoria de arte

-

MIGRAÇÃO NO MEDITERRÂNEO

Editoria de arte

-

EXTERMÍNIO EM MIANMAR

Shafiur Rahman
Mulheres rohingya que fugiram de Mianmar no campo de refugiados de Okuya, em Bangladesh
Mulheres rohingya que fugiram de Mianmar no campo de refugiados de Okuya, em Bangladesh

A perseguição das autoridades de Mianmar contra a minoria islâmica rohingya é classificada pela ONU e pelos Estados Unidos como limpeza étnica

655 mil
rohingyas fugiram de Mianmar para Bangladesh neste ano

-

GUERRA NO IÊMEN

Mohammed Huwais - 25.dez.2017/AFP
Armado com fuzil, jovem observa destruição provocada por ataque saudita em Sanaa, no Iêmen
Armado com fuzil, jovem observa destruição provocada por ataque saudita em Sanaa, no Iêmen

País vive, desde 2015, uma guerra civil entre rebeldes apoiados pelo Irã e o governo de Mansour Hadi, apoiado pelos sauditas

10 mil pessoas já morreram na guerra

2 milhões foram deslocados

-

COLAPSO NA VENEZUELA

Federico Parra - 29.dez.2017/AFP
Mulher confronta guarda nacional em manifestação contra escassez de comida em Caracas
Mulher confronta guarda nacional em manifestação contra escassez de comida em Caracas

Protestos contra o regime de Nicolás Maduro, escassez de alimentos e inflação de 653% aprofundaram a crise social venezuelana

2.800
casos de desnutrição infantil foram registrados; 400 dessas crianças morreram

-

MÍSSEIS NA COREIA DO NORTE

Korea News Service - 29.nov.2017/Associated Press
Foto da agência de notícias estatal norte-coreana mostra lançamento de míssil intercontinental em novembro
Foto da agência de notícias estatal norte-coreana mostra lançamento de míssil balístico em novembro
Editoria de arte

-

IMPASSE NA ALEMANHA

Maurizio Gambarini - 19.dez.2017/AFP
A chanceler alemã, Angela Merkel, participa de cerimônia de um ano do atentado ao mercado de Natal
A chanceler alemã, Angela Merkel, participa de cerimônia de um ano do atentado ao mercado de Natal

Fracasso em formar coalizão lançou o país em uma incerteza jamais vista desde o fim da 2ª Guerra

Editoria de arte

-

TENTÁCULOS DA LAVA JATO
Países com políticos acusados de receber propina da Odebrecht —além do Brasil

Editoria de arte

-

QUEDA DE DITADORES AFRICANOS

Editoria de arte

-

ESCÂNDALOS SEXUAIS
Políticos proeminentes que perderam o cargo

-

DESFALQUES EM SÉRIE
Membros do gabinete de Trump que deixaram o governo

-

EUA SE ISOLAM
Acordos e entidades internacionais abandonados por Trump

1) Acordo do Clima de Paris

2) Negociações da Parceria Transpacífico

3) Unesco

4) Acordo da ONU de 2016 para proteção de migrantes

5) Acordo nuclear com o Irã (ameaça romper)

6) Nafta (ameaça romper ou renegociar)

Fontes: CDC; Mother Jones; Folha; Organização Internacional da Migração (ONU); Reuters; 'New York Times'; Organização Pan-Americana de Saúde


Endereço da página:

Links no texto: