Folha de S. Paulo


Importante representante do reggae, Peter Tosh ganha museu na Jamaica

Lenda do reggae, Peter Tosh está ganhando o mesmo tratamento histórico que seu conterrâneo Bob Marley.

Um museu dedicado à sua vida e à sua música será aberto próximo ao museu de Marley, local que tem sido uma atração principal dos turistas na capital jamaicana.

ASSOCIATED PRESS
FILE - In this Feb. 1979 file photo, Jamaican reggae singer Peter Tosh is shown in the office of a record company in Hollywood, California. A new museum devoted to Tosh's life and music is opening in Kingston, Jamaica on Oct. 19, 2016 to mark the 40th anniversary of the release of the song “Legalize It.” Tosh was one of the founding members of the Wailers along with Bob Marley and later went on to a successful solo career. He was shot and killed during a raid on his home in September 1987. (AP Photo/File) ORG XMIT: XLAT104
O cantor jamaicano Peter Tosh, que ganha museu em seu reconhecimento

O Museu Tosh será inaugurado nesta quarta-feira (19), marcando o 40º aniversário do clássico álbum "Legalize It".

A viúva de Tosh, Marlene Brown, disse nesta terça (18) que o museu reflete um reconhecimento tardio a uma das mais importantes figuras do reggae.

O cantor foi um dos integrantes fundadores do The Wailers, ao lado de Bob Marley, tendo seguido com uma carreira solo de sucesso.

Tosh foi morto a tiros em setembro de 1987 durante um ataque em sua casa, liderado pela gangue de um conhecido.

Ouça no deezer


Endereço da página: