Folha de S. Paulo


José Serra não gostou de como foi retratado em filme sobre o Plano Real

GUILHERME GENESTRETI

José Serra não gostou da forma como foi retratado em “Real  O Plano por Trás da História”, ficção que pretende contar os bastidores da implantação do Plano Real e que estreará em maio.

Na obra, dirigida por Rodrigo Bittencourt, o senador é vivido pelo ator Arthur Kohl. À época do filme, Serra era deputado federal.

No trailer do longa, divulgado no mês passado, há um rápido trecho que mostra Serra no filme, a partir do 1m55s, dizendo achar que o Plano Real não funciona.

Produtor de “Real”, Ricardo Fadel Rihan diz que o filme não foi feito para os retratados.

 

Arthur Kohl no papel de José Serra no filme Real ( Foto: Karime Xavier / Folhapress)

A obra é ambientada entre 1993 e 1994 que gira em torno do grupo de economistas que elaborou a nova moeda. liderados pelo então ministro da Fazenda, Fernando Henrique Cardoso (Norival Rizzo).

Tudo ali tem ritmo de thriller: os economistas ganharam ares de heroísmo, e os diálogos têm pesada carga dramática desesperado, Itamar Franco (Benvindo Sequeira) implora por um plano contra a inflação, que está fazendo o povo passar fome. Foi por causa desse tom que o trailer despertou críticas nas redes sociais e gerou memes.

O estilo, contudo, era uma das premissas do projeto, segundo Fadel Rihan, que teve a ideia do projeto quando participava de comitê de jovens empreendedores na Fiesp, por volta de 2012.

Precisávamos fazer algo para engajados jovens para as questões do país, diz. Achávamos que a economia tinha tomado um rumo equivocado com Dilma, e que os jovens só se engajariam com um filme que os atraísse.

Leia mais notas aqui.


Endereço da página:

Links no texto: