Folha de S. Paulo


Empresa dá licença ‘peternidade’ para estimular adoção, e 13 animais ganham casa

Lívia Marra

Oito cães e cinco gatos ganharam casa nova, e os tutores —colaboradores da Bayer— estão de folga nesta sexta (6). É uma licença “peternidade”, para que os funcionários se dediquem à adaptação do bichinho.

O benefício é parte de uma ação realizada nesta quinta (5), em parceria com a Petz, na sede da empresa, no bairro Socorro (zona sul de São Paulo). A unidade tem 1.910 funcionários.

Em duas horas, todos os animais do Projeto CEL levados ao local já tinham conseguido uma família.Tutor de Bela, Dexter Macoris agora levou para casa a cadelinha Tê.

“Para mim, a sensação de adotar é única porque tem tanto cachorrinho precisando de adoção, e infelizmente o ser humano ainda compra animais como se eles fossem objetos”, disse.

Dexter Macoris e Tê (Divulgação)

Juntando com o fim de semana, pets e os novos tutores ficarão três dias juntos, para se conhecerem e se acostumarem à nova rotina.

BEM-ESTAR ANIMAL

A Bayer criou, em 2014, o Dia do Bem-Estar Animal e, desde então, faz ações com os funcionários. No ano passado, houve campanha para doação de sangue canino.

Ação deu um dia de folga ao funcionário adotante (Divulgação)

Endereço da página:

Links no texto: