Datafolha


40% não veem nada de positivo em governo de Jair Bolsonaro

Opinião Pública -

Independente de suas opiniões sobre o governo de Jair Bolsonaro (PSL) nos seus seis primeiros meses à frente da Presidência, os brasileiros foram consultados sobra o que ele fez de melhor e o que fez de pior nesse período. As respostas foram espontâneas, ou seja, não havia opções de respostas pré-determinadas, e os resultados dispersos por várias categorias são reflexo da metodologia adotada.

Na questão sobre o que Bolsonaro fez de melhor até agora, 8% fizeram referência à segurança, com destaque para liberação de posse ou porte de arma e aumento de policiamento. No mesmo patamar, 7% citaram a Reforma da Previdência, e na sequência aparecem menções à combate à corrupção (4%), política externa (2%), escolha de ministros, formação de governo (1%), aumento no Bolsa Família (1%), fim do horário de verão (1%), nomeação de Sérgio Moro (1%) e obras em rodovias (1%), entre outros que não atingiram 1%. A parcela de maior destaque, porém, é aquela que diz que o presidente não fez nada até agora (39%), além dos 19% que não souberam opinar. Juntos, esses dois grupos formam a maioria da população adulta do país.

Entre aqueles que consideram o governo Bolsonaro ótimo ou bom, 14% citam realizações na área de segurança, como flexibilização do direito de ter armas, e 15% citam a Reforma da Previdência, com destaque também para a fatia que menciona o combate à corrupção (9%). Neste grupo, apenas 5% declaram que o presidente não fez nada nesses primeiros seis meses de governo, e 19% não opinaram.

Na parcela dos que reprovam a atua administração federal, por outro lado, há 76% que avaliam que o presidente não teve nenhuma realização de destaque até agora, e 11% preferiram não opinar. Entre quem considera o governo regular, esses índices ficam em 37% e 27%, respectivamente.

O tema armamento da população ganha mais destaque quando a consulta é sobre o que Bolsonaro fez de pior até agora, mencionado por 21% dos brasileiros. Na sequência aparecem Reforma da Previdência (12%), imagem pública do presidente (9%), cortes de verba na área da educação (3%), cortes no Bolsa Família (1%), aumento do desemprego (1%), retirada de direitos trabalhistas (1%), racismo, homofobia (1%) e liberação de agrotóxicos (1%), entre outros que não atingiram 1%). Há ainda 18% dos brasileiros que avaliam que Bolsonaro não fez nada de ruim até o momento, e 19% preferiram não opinar a respeito.

Entre aqueles que aprovam o governo Bolsonaro, 12% citam a liberação de armas como o que ele fez de pior até o momento, e 11% mencionam a imagem pública do presidente. Para 36% deles, o presidente não fez nada negativo nesses seis meses, e 21% não opinaram.

Na parcela que reprova o presidente, 27% fazem referência à liberação de armas, e 19%, à Reforma da Previdência. Entre os brasileiros que consideram o governo regular, os índices de citações para esses temas são de 27% e 19%, respectivamente.

Baixa a pesquisa completa


Endereço da página:

Links no texto: