Datafolha


Maioria rejeita comemoração de aniversário de golpe militar de 64

Opinião Pública -

Para a maioria (57%) dos brasileiros, a data que marca o início da ditadura militar no Brasil, 31 de março de 1964, deveria ser desprezada, e 36% se alinham ao presidente Jair Bolsonaro e sinalizam o contrário, que a data deveria ser comemorada. Há ainda uma grupo de 7% que preferiu não opinar sobre o tema.

Na parcela dos mais jovens, de 16 a 24 anos, o índice dos que preferem ver a data de aniversário do golpe militar desprezada alcança 64%, e também fica acima da média entre os mais escolarizados (67%). Entre os mais velhos, 42% acreditam que a data deve ser comemorada, e 49%, que deve ser desprezada.

Entre aqueles que votaram em Jair Bolsonaro, 49% avaliam que o 31 de março deveria ser comemorado, e 43%, que deveria ser desprezado. Na parcela que considera seu governo ótimo ou bom, 52% se alinham aos que preferem ver a data comemorada, e 40% vão direção contrária e preferem desprezá-la.

Baixa a pesquisa completa


Endereço da página:

Links no texto: