Datafolha


70% estão otimistas com cenário da pandemia em BH

Eleições -

Sete em cada dez eleitores de Belo Horizonte (70%) avaliam que a pandemia do coronavírus está melhorando na cidade, para 12% não está melhorando e nem piorando, e para 15% está piorando. Uma fração de 3% não opinou. Em comparação à última pesquisa, dos dias 05 e 06 de outubro, os índices ficaram estáveis, naquela data, 68% avaliavam que a situação estava melhorando, 15% que não estava melhorando e nem piorando e 14% que estava piorando.

A avaliação que a pandemia está melhorando é majoritária em todas as variáveis sociodemográficas é alcança taxas mais altas entre os homens do que entre as mulheres (76% a 65%), entre os mais velhos do que entre os mais jovens (72% a 58%), entre os mais ricos do que entre os mais pobres (80% a 65%) e entre os que aprovam o governo de Jair Bolsonaro do que entre os que o reprovam (76% a 63%).

Nesse levantamento, nos dias 03 e 04 de novembro de 2020, foram realizadas 868 entrevistas presenciais, com eleitores da cidade de Belo Horizonte de 16 anos ou mais, de todas as regiões da cidade. A margem de erro da pesquisa é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos considerando um nível de confiança de 95%.

Três em cada quatro eleitores (76%) acreditam que pode acontecer uma segunda onda de contaminação de coronavírus na cidade. Já, 24% não acreditam - o índice sobe entre os que aprovam o governo Bolsonaro (34%).

Da parcela que está preocupada com uma segunda onda da pandemia, observam-se índices mais altos entre os que estão insatisfeitos com o governo Bolsonaro (86%) e entre os que avaliam que a situação da pandemia está piorando na capital mineira (94%).

Baixa a pesquisa completa


Endereço da página:

Links no texto: