Datafolha


Campos (27%) e Mendonça (21%) são os candidatos que mais fazem promessas que não podem cumprir

Eleições -

Para 34% dos eleitores de Recife, João Campos (PSB) é o candidato que, se eleito, mais defenderá os mais ricos, e para 24% é Mendonça Filho (DEM) o candidato que mais defenderá os ricos. Na sequência aparecem Coronel Feitosa (PSC), com 8%, Delegada Patricia (Podemos), com 7%, e Marilia Arraes (PT), com 4%. Uma parcela de 6% avalia que todos defenderão os ricos, e 11% não responderam.

Na parcela mais rica, com renda mensal familiar superior a 5 salários, 39% apontam Mendonça como aquele que mais irá defender os ricos, e 34% indicam o nome de João Campos.

O deputado federal do PSB também é o mais apontado (30%) como candidato que, se eleito, mais defenderá os mais pobres, seguido por Marilia Arraes (23%), Mendonça Filho (14%) e Delegada Patricia (9%), entre outros menos citados. Para 15%, nenhum deles defenderá os mais pobres, e 6% não opinaram.

Na parcela com renda de até 2 salários, 37% veem Campos como o candidato que mais irá defender os pobres, e na sequência são citados Marilia (22%), Mendonça (12%) e Delegada Patricia (7%).

João Campos é visto por 27% como o candidato que mais faz promessas que não pode cumprir, e na sequência aparecem Mendonça (21%), Delegada Patricia (7%), Coronel Feitosa (6%) e Marilia Arraes (6%), entre outros. Para 15%, todos fazem promessas que não podem cumprir, e 8% não responderam.

O mais realizador, para 28%, é Campos, e 23% apontam Mendonça. Uma parcela de 16% vê Marilia Arraes como a mais realizadora, e 7% apontam Delegada Patricia. Para 15%, nenhum deles é realizador, e 8% não opinaram.

Quanto ao mais preparado para ser prefeito, de modo geral, 31% escolhem o candidato do PSB, e na sequência aparecem Mendonça (24%), Marilia (21%) e Delegada Patricia (10%).

Por área, Campos é visto como 28% como o mais preparado para cuidar da saúde, ante 22% que apontam o candidato do DEM, 18%, a representante do PT, e 6%, a candidata do Podemos. Para 13%, nenhum dos candidatos está preparado para cuidar da saúde, e 9% não opinaram.

Para cuidar da educação, Mendonça (29%) e Campos (27%) são os mais indicados, e em seguida aparecem Marilia (16%) e Delegada Patricia (7%). Uma parcela de 10% acredita que nenhum deles está preparado para cuidar dessa área, e 7% não responderam.

João Campos é apontado por 25% como o mais preparado para cuidar da área do transporte, seguido por Mendonça (20%), Marilia (15%) e Delegada Patricia (7%). Para 14%, nenhum deles está preparado para lidar com o transporte, e 12% preferiram não opinar.

Os nomes de Campos (24%) e Mendonça (20%) e Marilia (17%) também são os mais apontados para combater a pandemia do coronavírus, e 7% indicam Delegada Patricia. Há 19% que acreditam que nenhum deles está preparado para essa tarefa, e 10% não responderam.

Consultados sobre qual dos candidatos ao cargo de prefeito é o mais honesto, 26% disseram que nenhum deles, e os mais apontados foram Campos (24%), Marilia (14%), Mendonça (13%) e Delegada Patricia (10%). Há ainda 9% que não opinaram sobre o tema.

A análise dos candidatos mostra que Mendonça Filho projeta uma imagem para além de seu eleitorado de que é realizador, preparado de forma geral e preparado para cuidar da saúde, da educação, do transporte, mas também defensor dos ricos e propagador de promessas que não pode cumprir. O líder João Campos supera seu índice de intenção de voto apenas quando o tema é a defesa dos ricos e tem índices abaixo da intenção de voto quanto a temas específicos, como saúde e educação, porém concentra 31% das indicações de que é o mais preparado para ser prefeito, mesmo índice dos que o apontam como seu candidato para o cargo. O caso de Marilia Arraes é similar, tendo menos indicações de que seja preparada para cuidar de áreas específicas e que seja realizado do que seu patamar de intenções de voto, mas mantendo o mesmo equiparando o índice de intenção de voto ao de indicações de que seja a mais preparada, de forma geral, para ser prefeita. Além disso, a candidata do PT é apontada por apenas 6% como proponente de propostas que não pode cumprir, índice bem abaixo de suas intenções de voto.

A avaliação da imagem de Delegada Patricia pelos eleitores aponta a maior diferença entre intenção de voto e preparo, geral e específico, para o cargo de prefeito. Apenas 38% de seus eleitores a veem como a mais realizadora, e para áreas como saúde, educação e transporte esse índice também fica abaixo de 50%.

Baixa a pesquisa completa


Endereço da página:

Links no texto: